terça-feira, 13 de março de 2012

Minha História


Bom, um pouco de mim ja foi contado no 1º post, entao vou começar pelo dia que emu marido pediu um filho.
Em agosto de 2010, era domingo, meu marido veio com um papinho sobre pagar meu inss(ja que sou dona de casa, entao nao contribuia) pq a gente ia ter um filho né, aí eu disse "como é que é, a gente vai ter um filho???" ele nao respondeu nada, aí eu perguntei "Dudu tu queres ter um filho" aí ele me disse, " Gabi, eu quero ser pai e nao avô". Tadinho, foi ali que eu percebi como eu só estava pensando em mim, eu tinha 26 anos, mas ele já tinha 40, então quanto mais tempo esperassemos, mais velho ele ficaria e o medo dele era de nao poder acompanhar o crescimento do filho como ele gostaria. O mais incrivel foi que na noite anterior eu tinha sonhado que estava gravida e eu nao tinha contado nada pra ele, mesmo assim pedi para que ele esperasse ate o ano seguinte, pq queria emagrecer um pouco pra nao ter problemas na gestação e tal. Entretanto, como o passar do tempo comecei a sentir uma vontade muito grande de parar logo o anti-bebe, entao no final de novembro parei de tomar, no meio da cartela mesmo, mas demorou 1 mes para a 1º menstruação aparecer, eu ja estava quase arrancando os cabelos. Em dezembro ela desceu, mas eu nao achava que engravidaria rapido, pois sempre ouvi falar que quem toma anticoncepcional por muito tempo pode demorar bastante pra engravidar e como eu ja tomava ha 8 anos, fiquei tranquila. Tanto que a monstra atrasou novamente, mas eu pensei  que meu corpo ainda estivesse se adaptando a falta do anti-bebe. Então dia 5 de fevereiro, nunca vou esquecer esse dia, comecei a sentir enjoo, almocei e a comida parecia que nao descia direito, enjoava ate dirigindo, entao pensei em fazer o teste de farmacia, comprei um e fiz e assim que coloquei a tirinha no xixi ja apareceu as duas listras, nao precisou nem esperar o tempo recomendado na embalagem, nao me contive, nao conseguia para de rir, contei pro meu marido de imediato ele nao acreditou muito queria o de sangue pra confirmar, mas como era sabado a tarde tive que esperar ate segunda, na segunda fui no laboratorio cedinho e fiz mas só saiu a tarde o resultado, um positivo bem grande. Imagina a felicidade, eu nao acreditava achava que só engravidaria depois de uns 6 meses.
Na mesma semana fiz meu 1º ultrasom, vi pela primeira aquele pingo de gente que eu ja sabia ser uma menina, o coraçãozinho batendo e era só um pontinho na tela, estava com 7semanas. Com 9 semanas tive meu primeiro susto, tive um sangramento leve, fomos para a maternidade e fiz meu segundo ultrasom, o papai nao quis entrar, disse depois que nao ia aguentar e ia acabar chorando entao quis evitar a cena. Mas estava tudo bem e aquele pontinho na tela ja tinha crescido bastante e ja aparecia uma perninha meio timida e ja dava pra diferenciar a cabeça do resto do corpinho, coisa mais linda. Com 11 semanas minha 3º ultra, papai foi junto e ficou maravilhado em ver que aquele pontinho ja nao era um pontinho e sim um corpinho com bracinhos e perninhas que nao paravam  de mexer, tava tudo bem com ela. Bom, eu queria saber o sexo, eu ja sabia na verdade mas queria confirmar, comprar o enxoval e tudo mais mas minha medica recusou de dar a requisição para fazer a ultra entao fui no clinico geral e ele me deu, fomos fazer, dessa vez alem do papai a vovó tbm foi ver. Minha pequena deu um baile no medico mas depois de muito custo ele conseguiu ver que era realmente uma menina. Ficamos muito felizes, vovó entao nao se aguentava ainda mais que teria o nome dela né. Uma semana depois ja comecei a sentir os primeiros movimentos, tinha gente que nao acreditava muito, mas eu conheço meu cormo, e minha filha já tinha 19cm, entao eu sentia sim e muito bem. Tinha dias que parecia que minha barriga era um parque de diversoes ela nao parava mas tinha dias que eu acho que ela queria deixar a mae dela de cabelo em pé, entao nesses dias ela ficava bem quietinha.  Logo apos completar 19 semanas comecei a expelir um corrimento abundante, mas eu achava que era apenas um corrimento e como tinha consulta dali a poucos dias entao resolvi esperar, como eu era burra, se eu soubesse que aquilo era o tampao, mas como eu ia saber, nao sabia nem que esse tampao existia. Dali  a alguns dias começei a sentir algumas dores, e começaram a ficar fortes, quando foi na manha do dia 08 de maio (dia das mães) ao final de uma dessas dores senti algo rompendo e percebi que era a bolsa, saiu todo o liquido amniotico. Corri para a maternidade, fiquei internada mas ja nao adiantava mais, nao tinha mais jeito, fiz uma ultima ultra, a pior de todas, o medico disse que nao tinha mais liquido algum, ou seja, nao havia mais esperança pra minha pequena. O medico de plantão(hoje meu ginecologista, pesoa que eu confio muito) disse que teria que fazer a indução do aborto, eu disse que nao, de forma alguma ele me olhou assustado mas disse que daria um tempo para eu pensar, quando ele voltou me explicou o pq eu precisava fazer a indução, disse que eu ja tinha um processo infeccioso, que tinha sido constatado no exame de sangue que havia feito um pouco antes e que se eu nao tirasse meu bebe eu correria o risco da infecção ficar pior e poderia perder até meu utero. Disse tbm que ela nao tinha como sobreviver, pois era o liquido que faria o pulmão dela se abrir, e sem o pulmao formado ainda nao havia chances alguma. Aceitei a indução, usamos citotec e passei por todo o trabalho de parto, 4h depois ja estava na sala de parto. 
Senti uma dor que jamais pensei em sentir em toda a minha vida, uma dor que nao desejo nem para a pior das criaturas, perder um filho é de uma tristeza sem tamanho é algo que nao dá pra expicar.
Hoje depois de 10 meses posso dizer que nao passou um dia sequer em que eu nao tenha pensado nela, ainda hoje eu me lembro de cada minuto que passei, desde que a bolsa rompeu ate o momento em que deixei a matrnidade, completamente vazia, sem minha filha.
Quando a gente perde um bebe, junto da tristeza vem um sentimento de impotencia e principalmente de culpa, pois me achava culpada da perda dela. Hoje sei que nao cai uma folha sequer de uma arvore que nao seja da vontade do SENHOR.
Dois meses depois de perde-la, comecei a tentar uma nova gravidez, achava que engravidaria rapido, a 1º vez foi assim pq a segunda vez nao seria?!?!, mas me enganei, começou a passar os meses e eu me passei a me sentir frustrada por nao conseguir engravidar e hoje depois de varios meses ovulando normalmente desenvolvi a sindrome dos ovarios policisticos, nao estou ovulando mais e estou tendo que me tratar, pra melhorar a situação o espermograma do marido nao deu lá aquelas coisas, mas ainda assim ele ainda é mais fertil do que eu. Ele tem tomado vitaminas para melhorar os nadadores e eu to tomando os remedios prescritos pelo meu medico e fazendo dieta. Se Deus quiser teremos bons resultados.

Quero pedir desculpa pelo texto muito grande, mas eu sou assim mesmo, quando começo a falar nao paro mais e olha que nem coloquei muitos detalhes heim, se tivesse colocado, sairia um livro. rsrsrsrs
Beijo grande,
Gabriela.

7 comentários:

Dinha disse...

Gabi,
Bom conhcer um pouquinho da sua história.
Logo, logo terá seu bebezinho!
Tenho certeza disso!
Beijinhos

Alessandra Santos. disse...

Querida, há coisas na vida que realmente não entendemos. Mas acredito que histórias assim como a sua no futuro vão servir de experiência para a vida de outras. Também tenho fé que tudo dará certo e em breve veremos mais um milagre de Deus sobre sua vida. Sobre o espermograma, nem se preocupe... desse "tantinho" Deus pode fazer muita coisa.
Bjos e até breve.

Maria Livia disse...

Oi, Gabriela! Vim agradecer a visita no meu blog. Seja bem-vinda ao mundo dos blogs. Cada mulher aqui tem sua história de luta e de dor. Mas a gente vai se dando as mãos e caminhando. Imagino a dor que vc sentiu. Vc é muito forte e em breve, conseguirá seu bbzinho.
Um bjo gde!

Michelle Marie disse...

Obrigada pela torcida. Se eles correrem e Deus abençoar...

Alessandra Santos. disse...

Gabi querida. Obrigada pelos esclarecimentos. Vou falar da Metformina e do Indutor. Depois te conto como foi a consulta com esse médico especialista. Me envia teu email que aí eu posso te contar tudo com mais riqueza de detalhes. Já vi que você gosta de escrever e acredito que de ler também. Espero teu contato tá.
Bjos Gabi e mais uma vez obrigada.

rosana disse...

OIe....por favor!!

Eu preciso dos remédios

MENOPUR 75MG --------10 APOLAS

OVIDREL 250MG --------1 APOLA

ULTRAGESTAN 200MG -----1CX

urgente..mas não tenho condições de comprar...só um milagre mesmo!!

Se vc conhecer alguem que possa me doar eu te agradeço...bjs e fik firme ta bom...
meu email é ro.delova@hotmail.com

Rafa disse...

Oi Gabi! Muito emocionante sua história! Comecei meus treinos agora, mas como tenho SOP e sobrepeso sei que vai ser um pouco mais difícil também.
Vou passar sempre aqui para acompanhar a sua história e torcer muito por você!!

Bjs, Rafa

Postar um comentário